Vídeos

Loading...

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Felicidade.


Atualmente mais da metade da população mundial sofre com problemas psicológicos causados pela sociedade, o medo e a insegurança, a falta de estabilidade financeira e muitos outros fatores externos são os principais responsáveis pelo desenlace de um quadro clínico indesejável.
Então o que há de vergonhoso em admitir que você tem um problema e precisa de ajuda?
É mais preferível ser a outra metade da população que tem seus atos baseados pela pura falta de caráter,falta de respeito ao próximo e ambição desenfreada.
Quem você prefere ser?
Igual a todos,diferente de todos,indiferente aos outros ou ser você mesmo?
Como diz a musica Balada do Louco dos Mutantes:
"Dizem que sou louco por pensar assim
Se eu sou muito louco por eu ser feliz
Mas louco é quem me diz
E não é feliz, não é feliz"
Não confunda alegria com felicidade.
A alegria é passageira,é derivada de um momento,de uma ocasião descontraída,mas a felicidade á permanente e é o pilar que vai te segurar quando a alegria passar.
Você que tem pena dos outros e que vive criticando o que você não tem capacidade de compreender,já se perguntou se você é alegre ou feliz?

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Quem és tu?

Faz muito tempo que eu não entro nesse blog.
Eu tentei levar uma vida normal,achei que conhecia a minha doença e que podia controla-la sem medicação.
Achei que podia ser igual a todo mundo,tomar minha cervejinha no final de semana com os amigos,ter um bom relacionamento com minha esposa e minhas filhas,trabalhar e manter o controle da situação.
É duro admitir mas eu estava totalmente errado.
Eu sou doente,tenho uma doença que só tem controle com medicação e terapia,uma doença seria,e eu brinquei com ela.
A minha mente não está mais suportando essa luta,é muita loucura querer lutar contra si mesmo,e pior lutar contra o cérebro.
Sabe aquelas decisões que você tem que tomar que só se ver em filme e novela Mexicana.
Fui obrigado a afastar a minha família de mim pelo mal que estava fazendo a eles.A minha mulher aguentou até onde ela podia mas a mente dela é  igual a de outras pessoas sãs, não são preparadas para suportar o desiquilíbrio emocional de um bipolar.
Eu fui assim a vida inteira,não me conheço de outra maneira,não me vejo tendo uma vida normal,não consigo me libertar disso.
Eu estou preso dentro da armadilha que eu próprio criei e não sei como sair.
Não estou iterando que nem antes com o mundo lá fora,é como se eu estivesse preso dentro da minha insanidade,as portas estão abertas mas eu estou com medo de sair,pois não estou preparado para o mundo lá fora.
Aonde é o meu lugar,ao que eu pertenço,quem sou eu?
É tudo muito vazio e caótico,eu me sinto nú e assustado debaixo de uma tempestade,perdido em uma estrada procurando abrigo.
Eu não sei se isso vai acabar bem,porque ou eu acabo com isso ou isso acaba comigo.
mago_sonhos@hotmail.com

sábado, 13 de agosto de 2011

Faces de um bipolar

Demorei um pouco a postar,mas estou aqui novamente.
Eu tenho 29 anos,e estou no auge da minha maturidade, mas as vezes eu tenho atitudes de uma criança levada e mal criada.
Como modelar um adulto que viveu a vida de forma intensa e inconsequente,e fazer com que ele mude a característica da qual ele se habituou?
Nós que somos bipolares nos acostumamos com o fato de sermos assim, quando não sabemos o que temos geralmente culpamos as pessoas, e achamos que o erro está nos outros e não em nós.
Depois vem o baque , quando percebemos que tem coisas que acontecem repetidamente, e que não é normal só as pessoas errarem e nós não.É até ignorância acharmos que o mundo inteiro está contra a gente.
De repente alguém diz:
-Você não é uma pessoa normal,vai se tratar.
E você fica odioso com aquela pessoa,dá vontade até de matar,mas de repente para pra pensar e fala a sí mesmo:
-Eu não sou um assassino e nem psicopata pra ficar com tanta raiva daquela pessoa ao ponto de sentir tanto ódio e até querer esganar quem me disse isso.
Então mais uma vez você percebe que algo não está certo com você.
A partí daí você vai procurar ajuda,e a primeira coisa que pensa é que precisa de Deus no seu coração, e vai na Igreja.
Chega na Igreja você ouve as palavras do Pastor e se emociona,aquilo que ele falou era pra você,Deus tocou no seu coração,e você cai no chão em lagrimas.
Agora tu aceitou Jesus e é um crente exemplar,daqueles que ora em voz alta,faz testemunho de como Jesus mudou sua vida.
Para de beber,fumar,transar,vive apenas pra Jesus,tem uma vontade intensa de subir no púlpito e dar a palavra,sente o espirito santo dentro de tí.
Só que com um tempo você começa a ver erro em tudo,acha que os irmãos estão te excluindo,que deveria ter a oportunidade de palestrar,começa acha que o irmão do lado está falando em línguas e orando mais que você para provar que é mais crente do que tu.
Então você para de ir na igreja,volta pro boteco,toma um porre,e começa a falar pra todo mundo que é ateu.
Quando chega em casa olha pro céu e questiona porque Deus fez aquilo com você,cai em lagrimas,percebe que a sua vida não tem sentido,não tem razão,não tem porque passar por tudo isso,que esse mundo não foi feito pra você.
Então tu tomas uma decisão.
Você não aguento mais esta dor,ela é tão intensa que parece penetrar, rasgando na alma,então pega qualquer objeto cortante na sua frente e começa a se cortar, se ferir,pra ver se a dor do corpo faz enganar a dor da alma.
Não é suficiente fazer isto,então você pensa em suicidio.Planeja cada etapa,pensa como as pessoas vão sofrer quando ti encontar morto,que depois que você morrer é que as pessoas vão te dar valor,e perceber que você existia,a dor que você sente você quer também que as pessoas que te ofenderam sintam,você quer que as pessoas sintam remorso,esta é a sua vingança.
Então você liga para um parente seu e diz que não aguenta mais ser incompreeendido,e vai se matar.
Espera uns 20 minutos e corta os pulsos,mas deixa a porta da sua casa aberta para facilitar que te encontrem,porque na verdade você está querendo é chamar a atenção,mas nessa irresponsabilidade deste impulso suicida,a coisa pode dar certa e ser tarde demais.
Dito e feito, te encontram caido no chão da sua casa coberto de sangue,te dão os primeiros socorros e te levam para o hospital.
Quando acorda percebe a besteira que fez e pede desculpa pra todo mundo,e jura que nunca mais vai fazer aquilo.
A bipolaridade tem esses fatores bruscos de mudança de crença,religião e locais de convívio social.
O que eu citei agora são fatos reais de estado de euforia e depressão.
A crença.a religião são fatores bons para o bipolar ou qualquer outra pessoa,mas para o bipolar que quer procurar a cura da sua doença na igreja, eu posso dizer que é um erro tremendo.
Não existe fator espiritual neste transtorno.
Tem que ir em um psiquiatra e tomar a medicação.
Outro fator que ajuda muito para quem como eu não gosta de psiquiatra e de tomar medicação é a psicoterapia,ajuda muito a descarregar emoções que geralmente ficam acumuladas de forma desordenada da nossa mente.
A cura do espirito pertence a Deus,mas a do corpo Deus deu meios ao homem para fazer isso.
Me add no msn: mago_sonhos@hotmail.com

terça-feira, 1 de março de 2011

Sintomas do Transtorno Bipolar(parte 2)

O que mais posso eu falar sobre esse transtorno.
Como ele consome a minha vida e os meus dias.
A depressão é a pior fase que o ser humano pode experimentar.
As pessoas não consenguem entender como é dificil se sentir triste e sem motivo.
Eu me sinto muitas vezes em um mundo solitario,vazio e angustiante,sem entendimento e sem sentido; isso nada mas é do que a depressão.
Parece que nada a minha volta é real,tudo é estranho,tudo é triste,sem sentido,e a unica coisa que eu desejo é descansar,e que tudo isso acabe,pois é pesado de mais para mim.
Não tem nada pior do que ter medo da morte,mas o pior é desejar aquilo que você teme todos os dias.

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Sintomas do Transtorno Bipolar(parte 1)

Eu poderia colar uma pagina do Winkipedia que descreve o transtorno bipolar,mas isso é muito cientifico e formal,e o intuito do blog não é esse,então vou relacionar os principais sintomas do transtorno bipolar e descrever como age em mim,assim é mais pratico.
"Humor excessivamente animado, exaltado, eufórico, alegria exagerada e duradoura"
Eu sou o palhaço da turma,aquele cara engraçado que se expõe ao ridículo para fazer os outro rirem,mas esse exagero de alegria pode se transformar um incomodo para as pessoas,tentar ser engraçado por 10 minutos é uma coisa,mas prolongar isso se torna massante e parece que se torna algo forçado,mas é um exagero natural,eu preciso rir,fazer os outros rirem,ser notado,ser o centro das atenções,não posso ser ignorado,até que eu não consigo perceber minhas palavras e começo a exagerar nos comentários,sem perceber que certas brincadeiras podem ofender as pessoas e causar uma situação constrangedora.
Já consegui conquistar muitas pessoas com esse meu humor chamativo,mas ao mesmo tempo perdi muitas delas por não saber separar a alegria comum do exagero da animação eufórica.
"Extrema irritabilidade, impaciência ou “pavio muito curto”.
Eu sou muito inquieto,tem sempre algo me incomodando,tem pensamentos que vem na minha mente de repente que me perseguem,e isso começa e me deixar irritado,impaciente,e até agressivo.
Eu não sei esperar,as coisas tem que acontecer na hora,e se não acontecem da forma que eu quero isso me causa uma raiva,e muitas vezes eu acabo fazendo coisas que depois me arrependo como ofender e discutir com médicos,atendentes de mercado,cobrador e motorista de ónibus,mulher,filha,mãe; e qualquer pessoa que esteja no meu caminho na hora e no momento errado.
Tudo pode estar calmo mas de repente por alguma coisa que me falaram,mesmo que não seja nada de mais eu explodo e posso ter reações de agressão verbal e raiva que é pior do que qualquer agressão física.E isso pode durar menos de um minuto,mas permanecer durante a vida inteira na mente de quem foi ofendido.Uma ferida externa pode ser curada em dias com remédios e nunca mais ser lembrada,mesmo que fique cicatrizes,mas uma palavra dita em um momento de fúria pode criar feridas permanentes.
"Aumento de energia, da atividade, começando muitas coisas ao mesmo tempo sem conseguir terminá-las."
Eu já postei sobre isso,começar as coisas e não terminar,deixar tudo que eu faço pela metade.
Isso não só me inflige no trabalho e nas minhas atividades,mas nos meus relacionamentos tambem.Tem a ver com o transtorno de personalidade borderline que é um dos sintomas que podem ser comum para alguns bipolares,ou seja quem é bipolar pode ter traços de transtorno de personalidade borderline(http://pt.wikipedia.org/wiki/Transtorno_de_personalidade_lim%C3%ADtrofe).
Eu posso me envolver profundamente com uma pessoa e de repente na metade do caminho eu desisto,me desinteresso,pode ser a pessoa mais atraente do mundo,não consigo sentir mais nada,acabo tendo uma lista de mulheres que passaram do sentimento de amor e paixão pra o ódio e magoa.Eu sou um perito nisso,mas é algo que foge do meu controle,eu sei que não sou um cafajeste,não gosto de brincar com sentimentos,pois sei mais do que ninguém o quanto é perigoso uma desilusão amorosa,e quantas tragédias podem causar.
Esses dias eu queria fazer jiu-jitsu,agora eu tirei a ideia do jiu-jitsu para tirar carteira de motorista,já fiz até orçamento,mas já desanimei,daqui a pouco eu começo a ter ideias de fazer um monte de coisas,mas no final de 10 coisas que eu planejo e faço 2 e não concretizo nenhuma.
"Aumento do impulso sexual"
Me desculpem o termo mas isso é "foda".
Muitas vezes eu gosto de ter um apetite sexual exagerado,isso me faz ser viril,a até é um atrativo para as mulheres que eu já saí.Que mulher não gosta de um homem que adora fazer sexo e que não tem pudor,que a deixa a vontade com suas fantasias,que consegue passar o dia transando,e ter na expressão aquela cara de safado que elas tanto adoram.
Só isso uma vez ou outra,ou com parceiras ocasionais tudo bem,mas não tem esposa ou namorada que aguenta conviver com um cara que tudo que vai fazer com ela tem que ter sexo.Se vai para balada tem que fazer sexo,ser for tomar banho juntos tem que fazer sexo,se assiste um filme e passa uma cena picante tem que fazer sexo.Nenhuma mulher aguenta isso por muito tempo,parece que ela é um objeto sexual.Eu tinha uma mulher que eu vivi com ela 1 ano e meio,e ela era doida por sexo,ela topava isso,mas mesmo assim eu não ficava satisfeito e me masturbava diariamente.Hoje eu tomo mais banho para me masturbar do que pela higiene.Se me der o pique do sexo,que é algo que pode vir a qualquer hora e sem motivo,eu preciso me masturbar ou fazer sexo de qualquer jeito para descarregar,mas tem horas que isso me incomoda,faz com que eu me sinta mal,me sinta sujo,decadente e com sentimento de culpa.
Fora as situações de sexo de risco que eu me coloco,principalmente quando bebo.
Depois eu posto mais sobre outros sintomas.
Me add no msn mago_sonhos@hotmail.com

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

A morte não é o fim

Essa é uma musica traduzida do Bob Dylan, a original chama-se "The Death is not the end", e serve para aqueles dias de depressão e vazio,quando não acreditamos mais em nada,e a morte parece a unica solução.


Quando estiver triste e quando estiver solitário
E não tiver nenhum amigo
Apenas lembre-se que a morte não é o fim

E tudo aquilo que você acreditou ser sagrado
Cair por terra e não se recompor
Apenas lembre-se que a morte não é o fim
Não é o fim, não é o fim
Apenas lembre-se que a morte não é o fim

Quando estiver parado numa encruzilhada
Que você não consegue compreender
Apenas lembre-se que a morte não é o fim

E todos os seus sonhos sumiram
E você não sabe o que estar por vir adiante
Apenas lembre-se que a morte não é o fim
Não é o fim, não é o fim
Apenas lembre-se que a morte não é o fim

Quando as nuvens de tempestades
se aglomeram ao seu redor
E a chuva forte cair
Apenas lembre-se que a morte não é o fim

E não há ninguém aí para te confortar
Com uma mão amiga para ajudar
Apenas lembre-se que a morte não é o fim
Não é o fim, não é o fim
Apenas lembre-se que a morte não é o fim

Pois a árvore da vida está crescendo
Onde o espírito nunca morre
E a luz clara da salvação
No alto em céus escuros e vazios
Quando as cidades estiverem em chamas
Com a queima da carne dos homens
Apenas lembre-se que a morte não é o fim

Quando você procura em vão encontrar
Algum cidadão cumpridor de leis
Apenas lembre-se que a morte não é o fim
Não é o fim, não é o fim
Apenas lembre-se que a morte não é o fim
Não é o fim, não é o fim
Apenas lembre-se que a morte não é o fim

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Com começo, mas sem meio e fim

Faz muito tempo que eu não faço nenhum post,mas fiquem tranquilos, estou vivo.
Eu não sei se isso é uma caracteristica da maioria dos bipolares,mas geralmente eu não termino o que eu começo.
Quando eu inicio uma nova atividade eu entro nela com corpo e alma,e me dedico 100%,fico todo empolgado,mas depois eu acabo desanimando e parando na metade.
Vou citar alguns exemplos:Tenho vários jogos de play2 e celular e nunca joguei nenhum até o final,geralmente eu jogo até a metade do jogo e já começo a jogar outro e assim vai.Não consigo ler um livro até o final.Não consigo manter uma rotina para atualizar esse blog pelo menos semanalmente.Não consigo terminar o ensino médio,sempre abandono a escola.
Isso atrapalha muito o meu desempenho no trabalho,nos estudos e na minha vida pessoal,e é algo que eu luto a muito tempo mas não consigo mudar.
Minha vida é feita de pedaços incompletos,as vezes eu sou muito adulto e culto,outras eu sou um adolescente inconcequente,outras um romântico apaixonado,outras um ser frio e repleto de descaso.
Sou meio alegre,meio triste,meio vivo,meio morto,meio sábio,meio burro,meio amado e meio odiado.
O pior são quando pessoas se machucam e se magoam comigo,isso me rasga a alma só de lembrar,quantas oportunidades eu desperdicei,quantas pessoas eu fiz sofrer,quantos amores eu perdí,e como uma pessoa realmente pode mudar o rumo e o destino de outra pessoa.
Eu sou aquele ser cativante,causo um enorme impressionismo nas pessoas que eu conheço,que mulher que não se apaixona por um homem de sorriso cativante,que a faz rir,que conversa bastante sobre tudo que é assunto,que tem a libido quase sempre em auge maximo,que é carinhoso,um bom ouvinte,fala bonito e tem olhos que brilham quando a olha.
Agora imagina o contrario de tudo isso depois que a minha empolgação passa,é praticamente impossivel compreender um ser que muda tudo o que era de uma hora para outra.Parece que eu sou um conquistador barato,egoista,aproveitador,mentiroso e por aí vai.
O que sou de verdade?
Qual a metade que equivale a minha verdadeira natureza?
Por que tudo que era empolgante perde o valor?
As vezes eu prefiro os meus momentos de vazio,pois neles eu fico inerte a todo tipo de sentimento,não machuco a mim e nem a ninguem,mas deixo de existir por alguns instantes,e me torno um imenso vazio até que as minhas metades se juntem novamente e formem o ser do qual eu tenho amor mas tenho ódio,do qual eu confio mas tenho medo,do qual eu criei mas quero destrui-lo,aquele que vem de mim,mas não é meu,que você diz que é seu,mas a nada e a ninguem pertence.
Prometo que depois eu posto mais.
Até.....